domingo

Crianças, educação, limites e responsabilidade dos pais

Não é de hoje que a polêmica sobre educação de filhos se reveza entre dois extremos: bater, reprimir, ou liberar e respeitar a “vontade” da criança.

Geralmente, os extremos não são lá opções muito inteligentes.
Criança não é um ser destituído de inteligência e vontade, nem tão pouco é um adulto em miniatura.

Além dos óbvios, amor, atenção e cuidado, o que toda e qualquer criança precisa é de limites, o que não implica em chegar às vias de fatos.
Autoridade não se impõe no grito ou no tapa, mas, em uma postura madura, adulta, de respeito e, sobretudo, de coerência dos pais.

A “afinação” entre o discurso e a prática - próprias - de princípios, critérios e valores é a principal referência para as crianças, que vêm, sentem e percebem mais do que imagina a nossa vã consciência.

É isso. Autoeducação - dos pais - é um pressuposto indispensável para uma boa educação dos filhos.

Leia artigo relacionado:
Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.


Share/Save/Bookmark

Um comentário:

elmdfm disse...

Olá, moro em Niterói -RJ, sou atriz e modelo e estou na capa do jornal Lig desta semana. Minha primeira capa. Estou passando por aqui para convidar todos os leitores dete blog para visitarem o meu blog e comentarem. Sua opinião é muito importante para mim. Obrigada.
www.evelynmontesano.blogger.com.br