sexta-feira

Papa pede aos jovens que “se rebelem, questionem”. É um fio de esperança em meio ao ‘marasmo’


Não é a primeira vez que ele faz referencias do gênero, ainda mais neste momento em que vive o Brasil, onde, apesar das tentativas de depreciação, de esculhambação mesmo, promovida pela mídia local associada ao golpe, tentando fazer jus à grana gorda que andou recebendo a título de pagamento pela ‘cama de gato’ que fez nos corações e mentes de tantos brasileiros, o mobilização estudantil é um movimento que nos reporta a expressões muito bem vindas para ilustrar o que eles vêem fazendo: consciência e esperança.

Leia também:
O papa Francisco como zeloso cuidador da casa comum, o Planeta Terra
Lamentavelmente existe um contingente considerável de cidadãos que foi levado na lábia por esta mídia vendida, vai sofrer amargamente na pele os desdobramentos do golpe e da sujeição radical do Brasil aos interesses dos patrocinadores externos, e vai continuar procurando inutilmente o responsável, continuando a se “informar” nos jn/globos da vida

"Papa pede aos jovens que “se rebelem, questionem”
Durante seu primeiro encontro com os participantes da Jornada Mundial da Juventude, na Cracóvia (Polônia), nesta quinta-feira, 3, o Papa Francisco pediu aos jovens que que "se rebelem, questionem, sonhem, e evitem os caminhos obscuros"; "É lindo, e me conforta o coração vê-los tão revoltosos. É estimulante escutá-los, compartilhar seus sonhos, suas questões e sua vontade de se rebelar contra todos aqueles que dizem que as coisas não podem mudar. As coisas podem mudar, não é?!", disse Francisco para cerca de 600 mil pessoas.

Durante seu primeiro encontro com os participantes da Jornada Mundial da Juventude, na Cracóvia (Polônia), nesta quinta-feira, 3, o Papa Francisco pediu aos jovens que que "se rebelem, questionem, sonhem, e evitem os caminhos obscuros".

"É lindo, e me conforta o coração vê-los tão revoltosos. É estimulante escutá-los, compartilhar seus sonhos, suas questões e sua vontade de se rebelar contra todos aqueles que dizem que as coisas não podem mudar. As coisas podem mudar, não é?!", disse Francisco.

Para um público de cerca de 600 mil jovens, o papa se inspirou no discurso de Martin Luther King "Eu tenho um sonho", a favor dos direitos para os negros, para sacudir as consciências dos jovens dos cinco continentes e convidá-los a sonhar.

"Vocês são capazes de sonhar?", improvisou o Pontífice que falou também sobre a dor que sente em encontrar jovens que "se aposentaram antes do tempo", "que jogaram a toalha antes de começar o jogo", que estão "entregues antes de lutar", que estão "entediados e entediam".


 Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

Tem certeza se o que está sentido, um estressezinho… É só isso?

Não custa dar uma olhada, já que muitas vezes não temos a mínima ideia do que está rolando com a nossa cabeça/mente e quando descobrirmos o “lance” já rolou e a coisa pode pegar, logo, a saída é ficar a par do que, de fato, está rolando com você, que estes “lances novos” podem não ser meras coisas passageiras.
A palavra "estresse" tem origem na palavra inglesa "stress", que significa "pressão", "tensão" ou "insistência". É uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância. Ele pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida ou à exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia.
()
Sintomas da fase de resistência:

Problemas com a memória; mal-estar generalizado; formigamento nas extremidades (mãos e/ou pés); sensação de desgaste físico constante; mudança no apetite; aparecimento de problemas de pele; hipertensão arterial; cansaço constante; gastrite prolongada; tontura; sensibilidade emotiva excessiva; obsessão com o agente estressor; irritabilidade excessiva; desejo sexual diminuído.
Fase de Exaustão: nessa fase podem surgem diversos comprometimentos físicos em forma de doença.
Sintomas da fase de exaustão:
Continue, aqui!
Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

quarta-feira

O papa Francisco como zeloso cuidador da casa comum, o planeta Terra


É o que podemos chamar de uma boa noticia, ou para ficar no contexto, uma “boa nova”. É, o papa Francisco é isso, mesmo, uma boa nova. Um refrigério nestes tempos bicudos onde até mesmo os sofismas sobre defesa e proteção ambiental e humana foram deixados de lado, ‘démodée’, com a desculpa esfarrapada da “crise econômica”. É um refrigério para as consciências que não desistiram nem se deixaram emudecer na defesa da casa comum, o planeta terra.

Vale à pena dar uma olhada. 

*Leonardo Boff

Tempos atrás escrevemos que o papa Francisco, por causa do patrono que lhe inspirou o nome - Francisco de Assis -, teria tudo para ser o grande promotor de uma proposta ecológica mundial. Deveria ser ele, pois, lamentavelmente, faltam-nos líderes com autoridade, palavras e gestos convincentes que despertem a sociedade para as ameaças que afetam o destino comum da Terra e da humanidade, e para a responsabilidade coletiva e diferenciada de salvaguardá-lo para todos.

Eis que esse desiderato se realizou plenamente com a publicação da encíclica "Laudato si": "Cuidar da casa comum". Oferece-nos um texto de grande amplitude e de rara beleza intelectual e espiritual, unindo o que era tão caro a São Francisco de Assis e também a Francisco de Roma: o comportamento de cuidado para com a Terra e um amor preferencial para os condenados do planeta.

Essa conexão atravessa todo o texto como um fio condutor. Não há verdadeira ecologia caso não resgate a humanidade dos milhões de empobrecidos de nossa história. O papa Francisco comparece como zeloso cuidador da casa comum. Mostra-se extremamente coerente com a marca registrada da Igreja da Libertação latino-americana, com sua correspondente teologia, a opção preferencial pelos pobres, contra a pobreza e a favor da justiça social e de sua libertação. O oposto da pobreza não é a riqueza. É a injustiça de proporções estruturais e mundiais.


Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

segunda-feira

Reflexões de um pensador sobre a vida e seu sentido essencial


Encontrei esse texto por ai em minhas andanças por portais de busca e achei que seria interessante partilhar aqui com vocês. Pareceu muito oportuno, sobretudo diante de certa confusão de valores que parece vir acometendo as pessoas diante de tantas inovações e do frenesi do consumo que vem se tornando uma verdadeira crença. É, no sentido religioso, mesmo!

Se não o conhece, dê uma olhada. Vale à pena conferir!

      "Um professor estava diante de sua classe de filosofia e tinha alguns itens na sua mesa em sua frente.

Quando a aula começou, ele sem dizer uma palavra pegou num frasco de maionese grande e vazio e começou a enchê-lo com bolas de golfe. Ele então perguntou aos alunos se o vidro estava cheio.
 
Eles concordaram que estava.
 
O professor, então, pegou uma caixa de fósforos e despejou dentro do vidro. Ele agitou-o levemente. Os palitos de fósforo rolaram para os espaços entre as bolas de golfe. Ele então perguntou novamente se o vidro estava completo.

Eles concordaram que estava.

O professor pegou uma caixa com areia e despejou dentro do frasco de maionese. Claro, a areia preencheu todo o resto. Ele perguntou novamente se o vidro estava cheio.
 
Os alunos responderam com um unânime 'sim'.


Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark

sexta-feira

A arte de escutar


“Eu gosto de escutar. 

Eu aprendi muito escutando cuidadosamente.

A maioria das pessoas nunca escuta.”

Ernest Hemingway

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Share/Save/Bookmark