segunda-feira

Panelas de alumínio, repensando o uso e preservando a saúde

O uso de utensílios domésticos de alumínio – panelas, assadeiras, formas etc. – é um hábito tão arraigado que, apesar do que têm sido divulgado sobre os seus malefícios para a saúde, as pessoas continuam utilizando tranquilamente.


Além do hábito ou aspecto cultural, temos que considerar, também, o seu relativo baixo custo. Pesquisas e experimentos vêm alertando sobre a relação entre o hidróxido de fosfato de alumínio liberado nos alimentos e na água durante o cozimento e aquecimento, e o surgimentos de algumas doenças.

O seu efeito cumulativo no organismo, por exemplo, traria uma maior predisposição ao Mal de Alzaimer, doença de causa não de todo determinada, e de cura não precisa.

Em função disso, recomenda-se parar com o uso desses utensílios, substituindo-os por esmalte (ou ágata), ferro, pedra, barro, pirex, vidro ou mesmo o aço inoxidável.

É uma sugestão a considerar, haja vista, as transformações pelas quais vem passando os nossos alimentos, com defensivos agrícolas, agrotóxicos e aditivos químicos diversos nos alimentos processados que, qualquer coisa que fizermos, pode minimizar um pouco a situação e nos proporcionar um alimento mais saudável.


Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário: